Escolha uma Página

A coloproctologia é a área da medicina que trata doenças do intestino grosso, reto e ânus. Entre as mais comuns estão as hemorróidas, constipação ou diarréia crônicas, infecções e câncer colorretal.

É comum que os pacientes adiem a consulta com o especialista por receio ou até mesmo vergonha, chegando ao consultório com medo de ter alguma doença irreversível.

Quais são as doenças tratadas pelo coloproctologia?

HEMORRÓIDAS

São veias dilatadas na região anal que manifestam sintomas e por isto é melhor referir como doença hemorroidária. É um problema frequente na população geral.

Existem dois tipos: internas e externas, de acordo com a posição. As hemorroidas externas se formam no canal anal e região externa, sendo recobertas por uma pele bem sensível. Ao contrário, as internas estão na parte mais interna do ânus e são recobertas pela mucosa intestinal.

DOENÇAS INFLAMATÓRIAS INTESTINAS

A Doença Inflamatória Intestinal (DII) é representada por duas afecções: Doença de Crohn e Colite Ulcerativa.

Ambas são doenças crônicas recidivantes que geram inflamação no intestino. Na Doença de Crohn a inflamação pode ocorrer em qualquer segmento do trato gastrointestinal, mas é mais comum no final do intestino delgado (íleo terminal).

A Colite Ulcerativa acomete o reto e cólon.

Ambas também pode apresentar manifestações extra intestinais, como artrites por exemplo.

FISSURA ANAL

Uma fissura anal é uma laceração ou úlcera no revestimento do ânus (a abertura na extremidade do trato digestivo pela qual as fezes saem do corpo).

As fissuras anais podem ser causadas por uma lesão provocada pela evacuação de fezes duras ou volumosas, ou por evacuações frequentes. Em casos raros, elas são causadas pela penetração do ânus durante o ato sexual.

As fissuras provocam espasmos do esfíncter anal (o anel de músculo que mantém o ânus fechado), o que piora a dor e impede a cicatrização.

FÍSTULA ANAL

A fístula anal, ou perianal, é uma espécie de ferida, que se forma desde a última porção do intestino até à pele do ânus, criando um estreito túnel que provoca sintomas como dor, vermelhidão e sangramento pelo ânus.

Geralmente, a fístula surge após um abcesso no ânus, no entanto, também pode ser causada por doenças inflamatórias do intestino, como doença de Crohn ou diverticulite, por exemplo.

O tratamento é quase sempre feito com cirurgia e, por isso, sempre que existir suspeita de fístula, especialmente caso se tenha tido um abcesso, é recomendado consultar um proctologista para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento.

INTESTINO IRRITÁVEL

Síndrome do cólon irritável é um distúrbio na motilidade intestinal não associado a alterações estruturais ou bioquímicas e que se caracteriza por episódios de desconforto abdominal, dor, diarreia e prisão de ventre (constipação).

O diagnóstico é baseado nos sintomas, na ausência de sinais relevantes verificados no exame físico e na visualização direta do intestino através da colonoscopia. Ele deve ser bastante cuidadoso, porque algumas doenças mais graves podem ser confundidas com a síndrome do cólon irritável.

PROLAPSO RETAL

Esta doença se caracteriza pela exteriorização do reto através do orifício anal. Pode ser um prolapso completo ou parcial. No último caso, apenas a camada mucosa (a mais superficial) se faz notar. Seu surgimento é mais frequente na infância ou na idade avançada.

PÓLIPOS INTESTINAIS

É uma alteração causada pelo crescimento anormal da mucosa do intestino grosso (cólon e reto). É uma das condições mais comuns que afetam o intestino, ocorrendo em 15 a 20% da população. Inicialmente são diminutos e benignos (adenoma), podendo crescer até sofrerem transformação maligna (adenocarcinoma). Por este motivo é tão importante a remoção dos pólipos, com a finalidade de prevenir o câncer.

CONDILOMAS E HPV

Também conhecidos como verrugas anais, os condilomas são pequenas lesões com formato e aparência de verrugas que podem afetar a pele em torno do ânus, podendo surgir também no interior do canal anal. Outras regiões vizinhas também podem ser afetadas pelas lesões, principalmente a pele da área genital, períneo, nádegas e virilhas. O sintoma mais comum é o prurido (coceira), podendo apresentar também sangramento e, mais raramente, dor.

INCONTINÊNCIA ANAL

É a incapacidade de controlar a eliminação, pelo ânus, de gases ou fezes de consistência líquida, pastosa ou sólida até o momento desejado. Varia desde pequenas perdas de gás ou líquido até acidentes.

DOENÇA DIVERTICULAR

É a presença dos divertículos no intestino grosso. Estima-se que aos 50 anos de idade metade da população, homens e mulheres, tenha divertículos, assim como praticamente todos aos 80 anos. Os pacientes portadores de diverticulose são assintomáticos.

Recomendamos a procura de um especialista em caso de qualquer sintoma.

Ficou com alguma duvida? Agende uma consulta:

Telefone: (11) 4040-2038 / (11) 97805-4387

(11) 4395-1284 / (11) 99866-3632