Escolha uma Página

São as doenças mais comuns diagnosticadas pelos coloproctologistas em consultório.

As hemorróidas fazem parte da anatomia normal do ânus. São classificadas em internas ou externas. Os sintomas e manifestações das hemorróidas internas e externas são bem diferentes. As hemorróidas internas geralmente são em três, mas quando doentes podem ser em mais. Além disso em alguns casos as hemorróidas internas e externas podem juntar-se, nesses casos são chamadas de hemorróidas mistas.

As hemorróidas são coxins vasculares com veias e artérias, esses coxins normalmente se expandem criando uma vedação acima do ânus. Sendo assim, as hemorróidas são um dos componentes do canal anal que contribuem para continência anal.

Além de vasos sanguíneos as hemorróidas são compostas também por músculo liso e tecido conjuntivo ou conectivo (que possui colágeno), é esse componente de músculo e colágeno que ajuda na sustentação das hemorróidas e evitam que elas prolapsem.

CAUSAS

Alguns estudos populacionais de prevalência mostram que até 40% da população pode apresentar sintomas de doença hemorroidária em algum momento da vida. Não existe uma causa única isolada que leve esses coxins vasculares normais a adoecerem. Portanto a causa da doença hemorroidária é multifatorial.

Com o passar do tempo, as estruturas que sustentam as hemorróidas enfraquecem, permitindo que o tecido hemorroidário deslize ou prolapse.

Fora os fatores genéticos, o principal fator de risco para a doença hemorroidária é a constipação intestinal crônica (prisão de ventre). Outros fatores de risco são: gravidez, obesidade, sedentarismo, esforço evacuatório prolongado, longos períodos no vaso sanitário, halterofilismo, envelhecimento, doenças do colágeno, diarreia crônica, uso do papel higiênico, tosse crônica, o fato de permanecer em pé muito tempo, entre outros.

SINTOMAS

Os sintomas mais comuns são:

  • sangramento no vaso sanitário ou papel higiênico;
  • dor anal;
  • coceira anal;
  • sensação de nodulação ou prolapso;
  • desconforto ao sentar;

Esses sintomas variam conforme o tipo de hemorróida, se interna ou externa, e conforme o grau da hemorróida.

Muito cuidado pois esses sintomas podem ser semelhantes ao de outras doenças.

DIAGNÓSTICO

O diagnóstico correto é feito através de consulta médica com exames específicos como anuscopia ou colonoscopia, por exemplo. E o tratamento pode ser apenas clínico, ou cirúrgico, através de técnicas ambulatoriais ou até mesmo com necessidade de cirurgia. Quanto antes o paciente passar em consulta e iniciar o tratamento correto, menor o risco de piora do quadro.